Perfil

Sou Maria Cristina. Fiz bacharelado e Licenciatura em Ciências Sociais, na PUC-SP, onde também fiz minha especialização em Projetos Pedagógicos com o Uso das Novas Tecnologias e o mestrado em Educação: Currículo (linha de pesquisa Novas Tecnologias e Educação). Professora da SEESP e professora universitária. O blog só tem como objetivo ampliar as discussões em sala de aula.

terça-feira, 31 de julho de 2007

1º Encontro Nacional de Ensino de Sociologia e Filosofia

Em 7 de julho de 2006, a Câmara de Educação Básica do Conselho Nacional de Educação (CNE) aprovou, por unanimidade, a inclusão obrigatória das disciplinas de Sociologia e Filosofia no currículo do Ensino Médio no País. Em de 22 a 24 de julho/2007 , ocorreu o 1º Encontro Nacional de Ensino de Sociologia e Filosofia, com o objetivo de definir conteúdos, abordagem, qualificação dos docente para a formação humanista e crítica da juventude brasileira. Várias entidades apoiaram o evento e mandaram representantes: UNE, UBES, a profª Lúcia Helena Lodi (MEC), deputado federal Ribamar Alves (PSB-MA) - autor da lei que torna obrigatórios os ensinos de Sociologia e Filosofia, os Conselheiros do CNE, César Callegari e Adeum Sauer, Emanuel Appel , coordenador do Fórum Inter-americano de Sociologia, entre outros.
O vice-presitente Sindicato dos Sociólogos do Estado de São Paulo, professor Leujeune Mato Grosso, fez um breve resgate histórico do surgimento da disciplina de Sociologia no Brasil "com muita luta, nós conseguimos aprovar por unanimidade na Câmara dos Deputados o projeto do então deputado federal Padre Roque, que tornava obrigatório o Ensino de Sociologia e Filosofia. Seguindo para o Senado, o projeto foi aprovado por maioria dos senadores e, ao ser encaminhado para sansão presidencial, foi vetado pelo ‘Príncipe da Sociologia’, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso. É preciso dizer bem claro que o governo de um sociólogo vetou a obrigatoriedade do Ensino de Sociologia e Filosofia nas nossas escolas. Foi preciso o governo de um operário para que essas disciplinas fossem inseridas no currículo brasileiro".
Dia 22 de julho também é a data do aniversário de nascimento do grande Florestan Fernandes (meu também, ô glória), na minha opinião MAIOR sociólogo que este país já produziu, e incansável defensor da escola pública.

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget

bolinhas bolinhas